quarta-feira, 9 de maio de 2012

Filhote


Meu novo filhote

Eu tenho um filhote, e agora?

Algumas medidas se fazem necessárias antes mesmo que seu novo filhote chegue na sua casa.
Lembre-se, cães são muito curiosos, então remova tudo que ele possa morder ou quebrar. Use uma fita para cobrir fios elétricos que não possam ser removidos.
Depois de selecionar o espaço em que seu cão irá permanecer, lembre-se de ter portãozinhos para cães. Esses portões são úteis também para que ele não alcance áreas com escadas ou situações semelhantes.
Deixe produtos de limpeza e outras substâncias tóxicas longe do alcance do seu filhote.Remova objetos sentimentais do local até que seu cão tenha passado da fase de roer coisas, que normalmente dura até os 10 meses.
Eu já tenho um outro cão na casa. Como faço para juntá-los?


Seu filhote vai estar meio confuso assim que chegar em sua nova casa.
Deixe-o em um ambiente separado, mas deixe-o livre para explorar esse ambiente.
Tente manter o ambiente da casa tranquilo e explique as crianças que elas devem fazer silêncio para não assustar o novo cão.
A tentação de sair brincando com seu novo filhote de cara é tentadora, mas tente se controlar e deixe-o descobrir o novo local e adquirir confiança, para só depois iniciar as atividades, esse tempo de ambientação varia de cão pra cão, pode ser minutos para alguns e dias para outros.

O cão mais velho tende a ficar curioso com a presença do novo filhote. Deixe o mais velho tomar a atitude de inicar o contato, esse contato tem maior sucesso quando o filhote está meio sonolento.
Abra a porta do local onde o filhote está e deixe-o livre para cheirá-lo avontade.
Na maioria das vezes o adulto consegue definir que o novo cão é um filhote e não tem nenhum tipo de comportamento agressivo. Quando o adulto estiver investigando o novo cão, supervisione, mas não force e não tente controlar a situação, evite falar e se mexer bruscamente.

E se eu tenho um gato?

A situação é muito parecida, apresente o filhote do mesmo jeito, se o gato for autoconfiante ele irá logo de cara mostrar que ele não gosta de ser pertubado.

Lembrete: Mantenha a comida do seu gato longe do seu filhote, num lugar alto de preferência.


Referência: Dr. Bruce Fogle - ( Caring for your Dog, 2002) - Atualizado em out/2006

Nenhum comentário:

Postar um comentário